ABRATERM

Cursos de termografia no exterior

 

  • Diversos cursos estrangeiros têm oferecido vagas de treinamento e jogado no mercado médicos sem qualificação mínima, com a abertura de cursos em condições inadequadas, inexistência de corpo docente qualificado quando não, constituído por diversos outros profissionais que não são médicos para atender à demanda de alunos, sem hospitais de ensino e de curta duração.

    É de conhecimento que há uma série de deficiências em boa parte dos serviços fora do país responsáveis pela formação prática dos futuros médicos termologistas. Instalações precárias para as atividades de ensino, procedimentos que não seguem os padrões recomendados, ausência de supervisão adequada aos estudantes durante os exames, confecção incorreta de laudos termográficos, ausência de cobrança de um número mínimo de laudos realizados pós-treinamento foram alguns dos muitos problemas verificados o que inviabiliza o reconhecimento do  certificado destes cursos em nosso meio médico.

    Curso latu sensu com carga horária igual ou superior a 480 horas/aula, é destinado ao aperfeiçoamento profissional e tem uma abordagem específica. Para obter o diploma, o aluno precisa apresentar, ao final do curso, uma monografia ou um trabalho de conclusão. O MEC exige perfil do corpo docente e quantidade mínima de aulas necessárias para o curso ser reconhecido e a Especialização em Termologia Clínica e Termografia do HC-FMUSP oferece tudo isto.