EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA REUNIÃO DE DIRETORIA

 

A ABRATERM publica hoje uma nota de Pesar e Esclarecimentos à Sociedade.

A Associação Brasileira de Termologia (ABRATERM) lamenta a morte da jovem ocorrida em evento amplamente divulgado pela mídia.

Salientamos que o profissional citado não realizou curso de especialização e tampouco treinamento pela ABRATERM, não constando, portanto, como membro da ABRATERM em nossos registros e jamais tendo sido certificado pela ABRATERM.

A Termometria Cutânea por Termografia consta na tabela da Associação Médica Brasileira (CBHPM 39.01.007-4). Não é, contudo, um procedimento terapêutico. É, sim, para fins diagnósticos. Em nenhuma hipótese é utilizada para diagnóstico definitivo de úlcera gástrica ou câncer de esôfago. É empregado para estudo da dor, atividade inflamatória e vasomotora e do sistema nervoso simpático. A termografia, como qualquer outro exame complementar, não tem finalidade de diagnóstico isolado ou definitivo e não substitui o julgamento clínico do médico e demais profissionais da saúde e nem outros exames complementares que se fizer necessário. Serve como apoio diagnóstico e registro para pesquisa, seus resultados devem ser interpretados por avaliador devidamente treinado juntamente com demais dados clínicos.

Ressaltamos também, com propriedade e baseado em literatura, a importância de realizar o exame de termografia em ambiente extremamente controlado, pois pode haver interferência grave no resultado quando feito por outro profissional que não seja habilitado em termografia ou não esteja realizando em centro diagnóstico devidamente adequado ao exame, i.e., que não seja de referência. Hoje há cursos de pós-graduação médica, oficialmente reconhecidos, como o de Termologia Clínica e Termografia, chancelado e ministrado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Eles formam profissionais adequadamente habilitados que podem conduzir este exame sob condições seguras para o diagnóstico complementar. Existem também laboratórios de exame de termografia em instituições públicas e privadas de grande importância, como do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, Hospital Sírio Libanês e Hospital 9 de Julho em São Paulo e diversos outros em diferentes capitais de nosso país.

Todos estes médicos termologistas, estão devidamente inscritos no Conselho Regional de Medicina, pelos quais são fiscalizados regularmente quanto ao seu exercício profissional, bem como inscritos como membros titulares na Associação Brasileira de Termologia (ABRATERM), que procura instruir e preservar a boa conduta deste exame. Atualmente existe dentro da Associação Brasileira de Medicina Legal e Perícia Médicas, um Departamento de Termografia Pericial, que dá orientação frente às questões médico-legais que envolvam exame de termografia no Brasil e está à disposição para esclarecimentos nesta área às demais sociedades médicas e à sociedade.

Repudiamos veemente a atuação de médicos que não tenham treinamento e certificação oficial devida em Termologia e Termografia, e que por falta de formação específica, colocam em risco a segurança e a vida de pacientes com diagnósticos errôneos, pois descumprindo indiscriminadamente os ditames legais.

Recomendamos aos pacientes, portanto que procurem por profissionais qualificados e devidamente certificados.
Esclarecendo assim, todas as questões no momento, ficamos a disposição para qualquer dúvida referente ao assunto.

ABRATERM

Entre em contato com a ABRATERM. Use o formulário na PÁGINA DE CONTATO, ou mande e-mail para: abraterm@abraterm.com.br

A nota também pode ser lida na seção PARECERES.

A Pan American Journal of Medical Thermology traz a sua nova edição.
Começando pelo Editorial produzido pelo Prof Eduardo Borba Neves, editor da PAJMT, lançando a discussão sobre o uso de aparelhos de baixo custo.
O primeiro artigo “Imagem infravermelha no diagnóstico das doenças nos pés”, por Claudia Maria Duarte de Sá Guimarães e cols, explica a técnica de registro de imagens infravermelhas dos pés como método de avaliação neurovascular para identificar comorbidades usando um método não invasivo. Levando em consideração a possível detecção precoce de alterações vasculares, ortopédicas e neurológicas numa fase que são passíveis de tratamento, a imagem infravermelha pode trazer muitos benefícios, favorecendo a prevenção de uma evolução desfavorável ou, até mesmo, complicações tardias.
Catia Terezinha Heimbecher e Leandra Ulbricht apresentam “Termografia aplicada ao Fenômeno de Raynaud: Artigo de Revisão Bibliométrica”, que identifica protocolos para verificar os que tiveram resultados positivos na detecção do Fenômeno de Raynaud e identificar os pontos em comum entre eles. Estes são apresentados, considerando ser um instrumento seguro e confiável na aplicação, com resultados passíveis de detectar o F.R., se adotados certos critérios mencionados por elas.
Finalizam a revista dois relatos de caso. O primeiro escrito por David Alberto Rodríguez Medina e cols. abordando a Atividade térmica nasal durante expressão facial voluntária em paciente com dor crônica e alexitimia; e o segundo por Claudia Maria Duarte de Sá Guimarães e cols, sobre Neuropatia de Fibras Finas em um caso de Artrite Psoriásica.

 

Acesse agora mesmo http://www.abraterm.com.br/revista/

A Dra. Luciane F. Balbinot realizará uma palestra no dia 23 de Junho, sobre Termologia no Esporte.

Local: Rua Quintino Bocaiúva, 500. (Grêmio Náutico União).

Tendo em vista o recente avanço médico-científico da termografia funcional na avaliação do corpo humano e crescimento do perfil científico dos esportes praticados no Brasil e no mundo, o curso está em sintonia com a busca de informações técnicas baseadas em evidências para a aplicação da termografia no universo do esporte e do desporto bem como de outras atividades do movimento humano.

Torna-se um membro associado ABRATERM!

 

Alunos durante o curso de Termologia, ocorridos nos dias 26 e 27 de maio pelo coordenador Doutor Marcos Brioschi. Cursos de extensão englobando conhecimentos desde os conceitos básicos da termografia, aspectos normais e patológicos até os procedimentos diagnósticos e terapêuticos guiados por termografia.

O 1º Encontro de Termografia para Estudo da Dor ocorrerá no dia 30/09/2015, durante o 12º Congresso Brasileiro de Dor

 

Neste encontro teremos:

  • Prática de termografia
  • Discussão de casos
  • e MUITO MAIS!

 

Não perca.

 

VAGAS LIMITADAS!

Mais informações aqui

 

abraterm

 

A Associação Brasileira de Termologia (ABRATERM) congrega os profissionais da área de Termologia e Termografia na Área de Saúde, em defesa dos interesses do associado nas mais diversas aplicações que o método tem a oferecer.
Entidade sem fins lucrativos fundada com finalidade de:
• Regulamentação Profissional
• Pesquisa
• Divulgação
• Educação em Termologia e Termografia.
É uma organização reconhecida e legitimada que une os profissionais interessados na área em parceria com outras Associações, Institutos e Fundações de diferentes especialidades médicas e do campo da Saúde, tanto nacionais quanto internacionais.
• Conta com uma estrutura própria para desenvolver projetos e campanhas com órgãos governamentais, associações e empresas interessadas em propiciar saúde e desenvolvimento.
Por que se associar?
1. Fique por dentro do que acontece em Termografia Médica
2. Carteira de membro associado para DESCONTOS
3. Acesso a Revista PAJMT
4. Carteira de Qualificação em Termologia para aprovados AMTC
5. Acesso a Área Restrita do site
6. Carteira de Membro Titular para aprovados Especialização
7. Descontos para os Congressos Brasileiros de Termologia
A ABRATERM se preocupa em atender as necessidades dos profissionais ligados à área de Termologia e Termografia, promovendo o intercâmbio técnico-científico entre seus membros no Brasil e no mundo. Além de responsável pela certificação em Termologia e Termografia na área de saúde no Brasil, promove e fomenta publicações científicas e institucionais por meio da Revista PanAmericana de Termologia Médica (PanAmerican Journal of Medical Thermology) e Congressos Nacionais e das Sedes Estaduais pelos respectivos Departamentos Científicos.
Treinamentos:
• Cursos em parceria com IBTM
• Qualificação em Termologia Clínica (AMTC)
• Apoio a Especialização em Termologia Clínica e Termografia FMUSP
Faltou mais uma razão, não é?! Por que associar-se?
• Porque precisamos de uma associação forte com você
• Com foco objetivamente direcionado
• Trabalhando para melhorar
• Desenvolver e divulgar a termologia médica
• Aumentando nossa participação
• Defendendo os interesses de você, associado, nas mais diversas aplicações que o método tem a oferecer
• Acolhemos suas solicitações

A parte conclusiva de um laudo de termometria cutânea ou termografia contém um diagnóstico, sendo, portanto, um documento médico e, como tal, deve ser realizada por um profissional da área, conforme determina a lei do Ato Médico (12.842/13). Esse é entendimento da Justiça e demais órgãos de classe como Conselho Federal de Medicina (CFM), que disciplina responsabilidades dos médicos.

Não se exige a participação do médico termologista em todas as fases do exame, sendo possível ao laboratório realizá-lo e fornecer as informações (“achados”) ao termologista a quem cabe, na sequência, interpretar o exame, pois evidentemente trata-se de atuação deste profissional na área de prevenção e diagnóstico, conforme previsto na Lei 12.842/13 (Ato Médico).

A Resolução 2.074/14 dá cumprimento aos artigos 2º e 3º da Lei do Ato Médico, cujo teor deixa claro que o médico desenvolverá suas ações profissionais no campo da atenção à saúde para dentre outras coisas, estabelecer o diagnóstico e o tratamento das doenças. É ato privativo do médico a indicação do diagnóstico, a emissão de laudos dos exames endoscópicos e de imagem, dos procedimentos diagnósticos invasivos e dos exames anatomopatológicos, a determinação do diagnóstico nosológico, este entendido como a determinação da doença que acomete o ser humano.

Muito embora a lei do Ato Médico estipule que a realização de exames termográficos não sejam atos privativos de médico, ela também estabelece que apenas o médico pode estabelecer o diagnóstico das doenças. Logo, uma vez realizado o exame termográfico e sendo ele positivo, está inserida aí carga diagnóstica, cabendo exclusivamente ao profissional médico fazê-lo.

Marcos Leal Brioschi, Presidente da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TERMOLOGIA MÉDICA – ABRATERM, no exercício das suas atribuições estatutárias, torna público que convoca nos termos do Capitulo V – Art. 39 e seguintes, informa a todos os membros associados em pleno gozo de seus direitos Chapa que concorrerá às eleições da nova Diretoria do ABRATERM / Gestão 2014-2016, que ocorrerão em 22 de Novembro das 14 as 16:30 horas impreterivelmente, na FMUSP / Sala de Aula onde ocorrerá a aula da Pós Graduação em Termologia, sito a Av. Dr. Arnaldo, 455 – Cerqueira César – CEP: 01246903 – São Paulo – SP – Brasil, conforme Edital de Convocação para Eleição da Diretoria ABRATERM – Gestão 2014-2016.

O prazo de inscrição das Chapas encerrou-se em 21 de Outubro de 2014 as 17 horas.

Houve somente a inscrição de uma única Chapa. Em cumprimento ao Capitulo V do Estatuto da ABRATERM, segue abaixo o nome e composição da Chapa inscrita.

Chapa 1

Candidato a Presidente: Marcos Leal Brioschi

Candidato a Vice-Presidente: Francisco Moraes Silva

Candidato a 1o Secretário: Alexandre Aldred

Candidato a Diretor Cientifico: Luiciane Balbinot

Candidato a Tesoureiro: Carlos Dalmaso Neto

Conselho Fiscal – Chapa 1:

Membro: Joaci Oliveira de Araujo – Suplente: Marcelo Ruiz da Silva

Membro: Mauricio Zylbergeld – Suplente: Daniel Colman

Membro: Juliana Badaró – Suplente: Luiz Fernando L. Laser

MARCOS LEAL BRIOSCHI

Presidente

Poderão participar das Eleições somente os Membros ABRATERM quites com as obrigações junto a tesouraria e afiliados até a data de 22/05/2014 conforme Normas Estatutárias.

 

LISTA DE APTOS A VOTAREM NA ELEIÇÃO 2014 ABRATERM

Marcos Leal Brioschi, Presidente da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TERMOLOGIA MÉDICA – ABRATERM, no exercício das suas atribuições estatutárias, convoca nos termos do artigo 28, inciso b), os Membros da Diretoria da ABRATERM e Membros Afiliados, para Reunião da Diretoria/ABRATERM, na Rua Padre Anchieta no 265 – Bairro Mercês / Curitiba – Pr, no dia 29 de Outubro de 2014, às 15 horas, para deliberar sobre: a) Revista Panamericana; b) Carteirinha de Associados; c) Certificação em Termografia (AMTC) e Cursos; d) Congresso Brasileiro e Patrocinadores para Termografia; e) outros assuntos.

MARCOS LEAL BRIOSCHI
Presidente

Vídeo conferência

Video-conferência a respeito da termografia como exame complementar e não definitivo para diagnóstico da fibromialgia.

Local: Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, Brasília, 09 de maio de 2013.

PARECER SOBRE FIBROMIALGIA

Associe-se

[php snippet=2]

A ABRATERM

A Associação Brasileira de Termologia (ABRATERM) é uma entidade sem fins lucrativos fundada com finalidade de Regulamentação Profissional, Pesquisa, Divulgação e Educação em Termologia e Termografia.

É uma organização reconhecida e legitimada que une os profissionais interessados na área em parceria com outras Associações, Institutos e Fundações de diferentes especialidades médicas e do campo da Saúde, tanto nacionais quanto internacionais.

A ABRATERM conta com estrutura própria para desenvolver projetos e campanhas com órgãos governamentais, associações e empresas interessadas em propiciar saúde e desenvolvimento.

A ABRATERM se preocupa em atender as necessidades dos profissionais ligados à área de Termologia e Termografia, promovendo o intercâmbio técnico-científico entre seus membros no Brasil e no mundo. Além de responsável pela certificação em Termologia e Termografia na área de saúde no Brasil, promove e fomenta publicações científicas e institucionais por meio da Revista PanAmericana de Termologia Médica (PanAmerican Journal of Medical Thermology) e Congressos Nacionais e das Sedes Estaduais pelos respectivos Departamentos Científicos.
Busca também conferir qualidade profissional facilitando interface entre especialistas e pacientes.

No site, os membros da ABRATERM possuem uma área restrita onde podem acessar material científico, literatura atualizada e comentada, consensos e diretrizes, boletim informativo e consultar endereço e telefone de colegas em todo o Brasil.